segunda-feira, 25 de maio de 2015

Oito presos são mortos e cinco ficam feridos em rebelião no Presídio de Feira de Santana

Oito presos foram mortos e cinco ficaram feridos durante uma rebelião no Complexo Penal de Feira de Santana (a 107 km de Salvador) na tarde deste domingo (24). Dois presos foram decapitados. O número de mortos foi confirmado pela Seap (Secretaria de Administração Penitenciária). 

Ainda segundo a Seap, a rebelião ocorreu no pátio do pavilhão 10 durante a visita de familiares, após uma briga entre duas facçõesFamiliares dos presos estão reféns desde ontem. O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado para conter o conflito. 

Para liberar os reféns e encerrar a rebelião, os presos exigiram a presença da imprensa, de advogados e de militantes dos Direitos Humanos, informou a Polícia Militar. O presídio tem capacidade para 616 vagas, mas abriga 1.430 presos. 

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Reitor da Ufba diz que tem sido obrigado a decidir para quem pagar primeiro

Alexandro Mota

A crise financeira que atinge o governo, com reflexos no corte de verbas em universidades federais, tem obrigado o reitor da Ufba (Universidade Federal da Bahia), João Carlos Salles, a eleger as contas que vão ser pagas em cada mês, diante do repasse de menos de 40% da verba prevista à instituição e de um déficit de R$ 25 milhões referentes à execução orçamentária do ano passado. 
"Todos os meses ficamos diante da ‘Escolha de Sofia’: quem vai deixar de receber", afirmou o professor, que assumiu o posto em agosto. A declaração (em que faz referência ao clássico da literatura no qual uma mãe deve decidir qual dos dois filhos deve ser salvo) foi  dada ontem (21), durante um encontro com jornalistas, na Reitoria, para anunciar a realização de um ato público, na segunda-feira. Nele, Salles pretende mobilizar políticos, comunidade acadêmica, movimentos sociais e a sociedade civil para chamar a atenção do Ministério da Educação (MEC) sobre a necessidade de reverter o quadro de crise. 
"Não queremos fazer uma resistência irresponsável com o MEC. A Ufba está reagindo com argumentos e reflexão", explicou o reitor. O evento, chamado Ato Público em Defesa da Educação e da Universidade Pública, vai acontecer no Salão Nobre da Reitoria, às 9h30. 
"O ato é uma forma de expressão pelo momento difícil que estamos passando no país. No próximo ano, inclusive, a Ufba faz 70 anos e vale tudo isso tanto para reflexão como para festa", diz  Salles, que divulgou uma carta, no final de março, em que solicitava a todos a adoção de medidas para redução de custos. A situação gerou impactos no dia a dia da comunidade acadêmica e outros cortes  no orçamento podem resultar em greve. 
Nacional
O problema na Universidade Federal da Bahia tem atingido outras instituições federais e programas do MEC, pasta eleita como prioritária pela presidente Dilma Rousseff no segundo mandato – ela, inclusive, escolheu como slogan do novo governo Brasil, Pátria Educadora. "São 60 universidades brigando por orçamento. Queremos mostrar (com o ato) que a Ufba não pode perder mais recursos", diz Salles. 
Em nota, o MEC informou que está sempre aberto ao diálogo com as instituições e  que tem se esforçado para regularizar o fluxo de verbas, debatendo internamente no governo, para verificar como honrará os restos a pagar pendentes. 
O ato na Reitoria acontece na semana em que o governo deve decidir os impactos que a Lei Orçamentária Anual (LOA), aprovada no dia 17 de março, deve ter em cada pasta. De acordo com João Carlos Salles, somente após a publicação da Execução Orçamentária pelo governo federal, com o detalhamento desses repasses, será possível saber o valor exato dos recursos.  
"Na segunda, podemos ter notícias boas ou ruins sobre como ficarão as verbas de custeio e de investimento. Nos preocupa em qual proporção o MEC pode ter sua verba reduzida", comentou Salles. 
As verbas de custeio referem-se a despesas mensais com a vida acadêmica, o pagamento de pessoal, das concessionárias de energia e água potável, das empresas terceirizadas, além das despesas de assistência estudantil e de manutenção predial e itens básicos como papel e material de limpeza. As verbas de investimento são referentes a obras.
Prioridades
Segundo João Carlos Salles, as prioridades nesse momento de crise são as atividades acadêmicas e a busca por manter a qualidade da produção intelectual. "Precisamos garantir as bolsas para a assistência estudantil, um restaurante universitário com um quantitativo de refeições suficientes, biblioteca que funcione nos finais de semana", exemplifica o reitor. 
Este ano, o orçamento total aprovado para a Ufba foi de R$ 1.314.749.911, no entanto, mensalmente a Reitoria tem recebido repasses menores que chegam a ser 40% a menos do que o previsto. “Precisamos de condições para garantir a qualidade do ensino  e manter as atividades de pesquisa e de extensão”, disse. 
Em nota, o MEC informou que desde março voltou a repassar 1/12, e não mais 1/18, como tinha sido em janeiro e fevereiro, conforme decreto da Presidência no início do ano. Além disso, a pasta garantiu que não faltará recursos de custeio. "O MEC, inclusive, vem se esforçando para auxiliar as universidades na regularização dos pagamentos", afirma o comunicado.
O oferecimento de vagas para o próximo semestre não deve ser afetado, mesmo com a crise, mas o reitor afirmou que não descarta a possibilidade de barrar a abertura de novos cursos. A Reitoria, no entanto, não quis divulgar se já havia previsão de novos cursos para agora. 
Pagamentos
Com dívidas e com o orçamento do mês arrochado, a manutenção dos prédios urge e o desafio é de buscar reduzir os gastos. "Temos prédios de diversas idades e padrões construtivos e eles precisam de manutenção. Com as chuvas que temos tido, temos infiltrações em alguns prédios e precisamos de recursos para lidar", diz Salles.
Para reduzir os gastos, ele citou que tem reduzido o uso de ar-condicionado nas unidades, restringido gastos com passagens aéreas, diárias e participação em eventos, além do controle de eventos na própria instituição – o próprio ato de segunda-feira, citou o reitor, vai acontecer no salão da Reitoria para evitar gastos com montagem de estruturas. Além disso, a administração já está começando a rever os contratos que tem com as empresas.
Sobre as dívidas com as empresas terceirizadas - com apenas uma delas, que presta serviços de limpeza, chegava a R$ 8 milhões até abril -, o vice-reitor, Paulo Miguez, garantiu que a situação está sendo saneada. "Alguns débitos já foram saudados e a expectativa é que até amanhã (hoje) tudo já esteja em dias", comentou Miguez.
Já os débitos com as fornecedoras de água e energia, Salles pede paciência até que a situação financeira se normalize. "Não podemos entender que a Ufba tenha sua energia cortada. É um contrassenso. Precisamos contar com a cumplicidade dos governantes para sentar e discutir a situação", comentou Salles. Em nota, Coelba e  Embasa garantiram que irão negociar as dívidas com a instituição. Para os alunos, a garantia é que não haverá prejuízo no programa de bolsas e serviços de assistência, como o restaurante e a residência.
Universidade já iniciou o ano com R$ 28 milhões de déficit
De acordo com o vice-reitor, professor Paulo Miguez, a situação de crise na Ufba pode ter sido agravada por já ter começado o ano com um déficit de R$ 28 milhões, referente ao orçamento de 2014. Deste valor, R$ 25 milhões são verbas de custeio e o restante, R$ 3 milhões, é de investimento que daria continuidade a diversas obras atrasadas.
A universidade já havia explicado, em comunicado no início do mês passado, que o déficit no custeio (que são as despesas mensais com água, energia, pessoal, empresas terceirizadas, assistência estudantil e manutenção predial, além de itens básicos como papel e limpeza) se deu porque os contratos de 2014 tiveram valores mensais que ultrapassaram a disponibilidade prevista na Lei Orçamentária Anual (LOA). No primeiro lugar das dívidas  ficaram os serviços de manutenção predial, reformas e projetos, com um déficit de R$ 5,5 milhões.
Logo em seguida vêm os serviços de vigilância, com R$ 4,5 milhões, e os serviços de limpeza, com R$ 4 milhões. Depois entra o fornecimento de energia elétrica (R$ 2,3 milhões), os serviços de portaria (R$ 1,7 milhão), manutenção de equipamentos e serviços.
Diante da dificuldade em fechar as contas, a Reitoria anunciou o contingenciamento e afirmou que o quadro de funcionários terceirizados, por exemplo, seria reduzido em cerca de 25%. O grupo MAP, por exemplo, que contava com  cerca de 500 funcionários prestando serviços de segurança patrimonial e vigilância, havia informado ao CORREIO que a dívida da universidade com a empresa chegava a R$ 8 milhões, referentes a quatro meses de serviços prestados, do ano passado até este ano.
As principais frentes de redução de despesas diziam respeito ao consumo de água, energia elétrica, telefonia e itens de consumo e de material de expediente. Apesar do anúncio do contingenciamento apenas esse ano, a Ufba informou que enfrenta dificuldades na manutenção das atividades desde o final do ano passado. 


Texto publicado originalmente em 22 de maio de 2015, no Jornal Correio da Bahia.

Policial militar é morto em tentativa de assalto aos Correios na BA

O soldado da Polícia Militar Denisson Rodrigues Sampaio, de 31 anos, lotado na 62ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM-Camacan), foi morto a tiros em uma tentativa de assalto na agência dos Correios de São José da Vitória (a 340 km de Salvador), na manhã desta quinta-feira (21). 
De acordo com a Polícia Civil, por volta das 10h o PM chegou na agência para atender uma ocorrência de assalto, quando foi atingido por um dos dois assaltantes com um tiro baleado na cabeça. Ele morreu no local. Os criminosos fugiram sem roubar nada. 

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), os criminosos fugiram em um Fiat Palio Adventure prata (JLE 1136, BA). Ninguém foi preso.

Troca de tiros entre traficantes deixa três mortos e um ferido em São Caetano

Uma troca de tiros entre traficantes no bairro do São Caetano, em Salvador, resultou em três mortes e um ferido na noite desta quinta-feira (21). Os corpos, ainda não identificados, foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) Nina Rodrigues. 

O tiroteio teve início após traficantes da Rua da Glória tomarem pontos de venda de drogas na Capelinha de São Caetano, informou a polícia. Dois homens foram mortos na Rua Paraguaçu e um outro na Mariquinha. 

Na Travessa do Carmo, um homem ficou ferido e foi socorrido no HGE (Hospital Geral do Estado). Segundo a polícia, um dos mortos era filho de um policial militar. O nome e a idade dele não foram divulgados.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Mulher morre soterrada após deslizamento de terra no Comércio

O deslizamento de terra em uma encosta próxima ao Elevador Lacerda matou a costureira Cleonice Gonçalves, de 51 anos, na manhã desta terça-feira (20), no bairro do Comércio, em Salvador. A vítima morava em uma das oito casas destruídas pelo deslizamento e foi resgatada já sem vida por equipes do Corpo de Bombeiros, por volta da 9h. 
Os dois filhos de Cleonice tiveram ferimentos leves. Com a morte da costureira, sobe para 21 o número de vítimas fatais por deslizamentos de terra em Salvador desde abril deste ano.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Brigada Militar mata três homens que tentavam invadir delegacia no RS

A Brigada Militar (BM) do Rio Grande do Sul matou na noite deste domingo (17) três homens que tentavam invadir a delegacia de David Canabarro, cidade com cinco mil habitantes, a 260 km de Porto Alegre. Segundo informações da BM, a tentativa de invasão foi percebida por meio das câmeras de monitoramento. Os suspeitos pularam o muro da delegacia e arrombaram uma porta. 
Ainda segundo a BM, o bando veio de Farroupilha para roubar armas guardadas no prédio. Ao serem abordados pelos policiais, houve troca de tiros e os três morreram no local. Um quarto homem, que estava em um carro na frente da delegacia, foi preso. O último homicídio em David Canabarro ocorreu em 2010. A delegacia da cidade não tinha nenhum funcionário na noite de domingo. O local funciona de segunda a sexta-feira. 

Muro de prédio desaba e mata um homem e um cão no Comércio

O desabamento do muro de um prédio sobre duas casas matou um homem de 32 anos e um cão, e deixou um outro homem ferido na manhã desta segunda-feira (18) na Ladeira da Preguiça, que liga o bairro do Comércio à Cidade Alta,  em Salvador. O prédio era residencial e tinha três andares. 
Por volta das 7h30, Obervan dos Santos Babosa estava no quarto de uma das casas, quando o muro desabou. Segundo testemunhas, ele correu em direção à rua e chegou a ser socorrido por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas morreu a caminho do hospital. 

Um dos dois irmãos de Obervan, Weslei dos Santos Barbosa, de 33 anos, que estava na sala do imóvel, ficou ferido. O filho e um outro irmão dele estavam na outra casa que foi atingida pelos escombros. Eles não ficaram feridos.

Seca deixa oito cidades baianas em situação de emergência

Castigadas pela seca, ao menos oito cidades da Bahia já decretaram situação de emergência no Estado. A medida foi reconhecida pelo governo federal e publicada ontem (17) no Diário Oficial do Estado. 

O decreto, válido por 180 dias, facilita aos municípios o acesso a verbas públicas do Estado e da União. As cidades em emergência são Andorinha, Brotas de Macaúbas,Feira da Mata, Mirante, Nova Soure, Rafael Jambeiro, Santo Estêvão e Valente.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Ministro do STF libera Roberto Jefferson para regime aberto

Aguirre Talento
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso concedeu pedido do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), condenado no mensalão, para passar do regime semiaberto para o aberto. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (15) e ocorreu após aval do Ministério Público para o pedido. 

Jefferson havia sido preso em fevereiro do ano passado e cumpre pena no Rio. Ele foi condenado no processo do mensalão a sete anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Sua defesa sustentou que ele atingiu o cumprimento de 1/6 da pena, necessário em lei para a progressão do regime. Para esse cálculo, considerou que ele está trabalhando externamente desde outubro de 2014.
"A documentação que instrui o pedido comprova o cumprimento do lapso temporal, o bom comportamento carcerário e o pagamento da pena de multa", disse o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao dar parecer favorável ao pedido.
Com a mudança para o regime aberto, ele pode passar as noites em casa, em vez de passar em um estabelecimento prisional, mas tem algumas restrições, como não poder ir a bares. Texto publicado originalmente em 15 de maio de 2015, no jornal Folha de São Paulo, caderno Poder.

Bando explode agência da CEF e troca tiros com a polícia em Gandu (BA)

Ao menos 12 homens armados com fuzis e metralhadoras explodiram uma agência da CEF (Caixa Econômica Federal) na madrugada desta sexta-feira (15), em Gandu (a 295 km de Salvador). Segundo a Polícia Militar, os criminosos chegaram em quatro veículos e houve troca de tiros com policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE-Cacaueira). 
Durante a fuga, um dos veículos usados pelos bandidos bateu em um poste a 50 km da cidade e um outro caiu em uma ribanceira na BR-101. Os bandidos fugiram pelo matagal, informou a polícia. Nenhum suspeito foi preso até o momento. O valor roubado não foi informado.

Sete ônibus são incendiados em menos de 24 horas no RJ

Em menos de 24 horas, sete ônibus foram incendiados no Rio de Janeiro. Na noite desta quinta-feira (14), cinco coletivos foram incendiados após uma operação da Polícia Militar na comunidade do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense. 
Na manhã desta sexta-feira (15), durante protesto pela morte de dois moradores do Morro de São Carlos, dois coletivos foram incendiados na cidade - na avenida Salvador de Sá, no Estácio, zona norte do Rio, e no bairro de Rio Comprido. 


Carlos Eduardo Cardoso - Agência O Dia

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Presos roubam celular de carcereiro e fogem de delegacia em São Félix do Coribe (BA)

Três detentos fugiram da delegacia de São Félix do Coribe (865 km de Salvador) na tarde deste domingo (10). De acordo com a Polícia Civil, a fuga aconteceu por volta das 17h, quando o carcereiro voltava da cozinha e foi rendido pelos criminosos. Eles roubaram o celular do carcereiro e pularam o muro da delegacia. Até as 11h, nenhum detento tinha sido recapturado.

Briga no Facebook termina com morte de jovem em Goiânia

Uma briga entre dois jovens no Facebook resultou na morte de um deles - Jean Carlos da Silva Souza, de 18 anos, na tarde deste domingo (10), em uma lan house em Goiânia. Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 17h na Rua Vista Alegre, no bairro São Francisco

O suspeito do crime é Jonathan Amâncio, que está foragido e não teve a idade divulgada. Ainda segundo a polícia, os dois discutiam pela rede social e Jonathan foi até a lan house para "tirar satisfações". Lá, após outra discussão, o suspeito atirou três vezes contra Jean Carlos e fugiu. O crime é investigado pelo delegado Matheus Costa Melo, da DIH (Delegacia de Investigações de Homicídios). 
Daqui.

Bandidos explodem caixas eletrônicos no Supermercado Extra da Av. Paralela

Quatro caixas eletrônicos foram explodidos na madrugada desta segunda-feira (11) no Supermercado Extra da Avenida Paralela, uma das mais movimentadas de Salvador. De acordo com a Polícia Militar, no momento do ataque, por volta das 3h30, o terminal estava fechado. Os criminosos conseguiram levar o dinheiro dos equipamentos e fugiram em um Hyundai-HB20 preto. Ninguém foi preso. O caso será investigado pela 9ª Delegacia (Boca do Rio).

terça-feira, 5 de maio de 2015

'Matota e Marata: os cavaleiros da fé', de Wladimir Pinheiro

Você pode ler aqui.


Brasil tem epidemia de dengue confirmada pela OMS

Dengue avança e atinge 746 mil casos no Brasil. São Paulo bate recorde de mortes. 

O avanço da dengue já faz com que o país ultrapasse até mesmo os índices de uma epidemia, segundo dados do Ministério da Saúde. De janeiro a 18 de abril, já foram notificados 746 mil casos da doença, um aumento de 234% em relação ao mesmo período do ano passado, quando houve 223 mil registros. O estado mais crítico é São Paulo, que bateu o recorde de mortes pela doença: foram 169 óbitos registrados. Até então, o maior número de vítimas da doença havia sido registrado em 2010, quando o Estado teve 141 mortes.
Em termos de incidência, o país atinge 367,8 casos por 100 mil habitantes - o que o coloca em um patamar acima do considerado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para uma epidemia, quando há 300 casos por 100 mil habitantes.
Mais da metade das notificações fica em São Paulo, que já concentra 402 mil notificações de dengue desde o início do ano. No mesmo período de 2014, eram 84 mil casos.
Além de São Paulo, que já soma 911,9 casos a cada 100 mil habitantes, outros seis estados apresentam índices epidêmicos da doença: Acre, Tocantins, Rio Grande do Norte, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás.
O novo boletim do Ministério da Saúde mostra que houve avanço no número de mortes. Ao todo, já são 229 óbitos confirmados no país em decorrência da dengue, um aumento de 44,9% em relação a igual período do ano passado, quando houve 158 mortes. Já o número de casos graves passou a 404 registros. Em 2014, eram 270, segundo o governo federal.
Os sintomas da dengue são febre alta, dores de cabeça, dores musculares, náuseas e vômitos. Em casos mais graves, o paciente pode apresentar sangramentos, queda de pressão arterial e insuficiência respiratória.

Bando explode caixas eletrônicos na loja Le Biscuit da Av. Bonocô

Dez criminosos explodiram na madrugada desta terça-feira (05) dois caixas eletrônicos dentro da loja Le Biscuit na Avenida Bonocô, em Salvador. Eles invadiram a loja pouco antes das 4h da manhã, segundo a polícia. Durante a ação, os criminosos montaram as bombas e explodiram os caixas do Banco do Brasil e do Bradesco. O barulho da explosão chamou a atenção de vigilantes que estavam a poucos metros da loja. Uma viatura do 26ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM-Brotas) esteve no local, mas os criminosos já tinham fugido.

Policial civil é baleado em tentativa de assalto em Pernambués

Um policial civil foi baleado na noite desta segunda-feira (04) após ter reagido a uma tentativa de assalto no bairro Pernambués, em Salvador. O nome da vítima não foi divulgado. O policial foi atingido no ombro e socorrido por uma viatura da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM-Iguatemi) e levado para o HGE (Hospital Geral do Estado). O estado de saúde dele não foi divulgado. 

Desumanização e saqueadores de encostas

Malu Fontes 

Os últimos dias foram marcados por novos capítulos de uma tragédia em série que Salvador já conhece há décadas. Mas conhecer não é acostumar-se nem deixar de se alarmar e comover. Mais uma sucessão de deslizamento de terras. Dessa vez, foram 15 os mortos e, como o período de chuvas ainda não acabou, infelizmente isso não significa garantir que 2015 encerrou sua cota trágica.
A cada chuva, no Inverno ou no Verão, e diante dos alagamentos, repete-se na cidade, feito um mantra já com seu sentido desgastado e puído: Salvador não está preparada para as chuvas. É verdade. Não está, embora já tenha estado muito menos. Diante da repetição dessa frase, uma segunda pergunta deveria se impor: no Brasil, onde historicamente pouquíssimo se investe em saneamento, qual cidade está preparada para chuvas e tempestades?
O trânsito trava, ruas alagam, terras deslizam, a vida inviabiliza-se. Seja em Santa Catarina, Minas Gerais, no Paraná, em São Paulo, na região serrana fluminense e nas vilas ribeirinhas do Rio Acre. Em todos esses lugares e em muitos outros, houve tragédias antigas e recentes que parecem fadadas a repetirem-se.  Diante da temporada de chuvas, que varia uns meses para a frente e outros para trás, dependendo da região brasileira, a população acompanha ano após ano a via-crúcis de milhões de desabrigados, prejuízos econômicos, mortes, fome, sede e comoção. 
O poder público, nas esferas municipal, estadual e federal, sempre pode e deve fazer muito em políticas públicas para reduzir os impactos da chuva, mas não sejamos ingênuos: evitar tragédias completamente? Parece que nossa geração não viverá para isso. Se é que alguma viverá, fenômenos naturais causam tragédias em qualquer lugar do mundo.
Os Estados Unidos, com todo o arsenal econômico e com toda a tecnologia que permite prever a chegada de tormentas, tornados e nevascas, nem assim conseguem evitar que centenas ou milhares de americanos percam a vida ou fiquem gravemente feridos todos os anos por conta desses fenômenos.

Sociedade doente 

Em Salvador, o calcanhar de Aquiles é outro. Praticamente toda a cidade pobre está pendurada em encostas e a maioria das pessoas que vivem nesses lugares fez uma escolha que, sob o ponto de vista delas, é pragmática: não há dinheiro para comprar terrenos planos para construir.
Quando há, estão há anos luz de locais de trabalho, de acesso a transporte e de toda a sorte de serviços, como saúde e educação. O fato é que as vítimas não podem ser responsabilizadas pela própria morte e cabe às autoridades se virar nos trinta para solucionar esse impasse. Se elas ficarem nas encostas, morrerão.
Se forem removidas, as opções são para onde o vento faz a curva e ninguém quer ir. Enquanto essa discussão permanecerá com tons de que vai ter a mesma velocidade que a resposta sobre o sexo dos anjos ou sobre se a primazia é do ovo ou da galinha, algo tão trágico e assombroso quanto a realidade cruel das encostas é a sordidez humana, é a constatação de que pessoas tão desprovidas de tudo quanto aquelas que perderam a vida ou o chão onde construíram a vida não têm sequer o sentimento de compaixão.
Que sociedade doente é essa, que pobreza é esta, que faz com que gente que deve ter filhos, irmãos, pais, mães, que deve acreditar em alguma divindade, desumaniza-se numa hora dessas ao ponto de saquear o pouquíssimo que sobrou da vida de quem teve sua casa condenada numa encosta?
É notícia nos jornais o drama de quem saiu de casa no meio da noite e da chuva para não morrer e agora ainda sofre ao descobrir que os objetos de uma vida inteira foram saqueados. Resta a constatação: o projeto de civilização deu completamente errado por algumas bandas do mundo. Nós somos uma delas e a culpa não é de Brasília. 
Texto publicado originalmente em 05 de maio de 2015, no Jornal Correio da Bahia, página 02.

Malu Fontes é jornalista, doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas e professora de jornalismo da Ufba.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Dez presos fogem de delegacia em Porto Seguro

Dez detentos fugiram por um buraco feito na parede de uma das celas da Delegacia de Porto Seguro (a 700 km de Salvador) na madrugada deste domingo (03). Até o início da noite, nenhum dos detentos havia sido recapturado.

Taxista morre e cinco pessoas ficam feridas em acidente na BR-101

Um taxista de 65 anos morreu e outras cinco pessoas ficaram feridas após o choque entre um táxi e um carro de passeio na tarde deste domingo (03) na BR-101, na altura do km 545, em São José da Vitória (a 470 km de Salvador). Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o acidente aconteceu por volta das 13h. O taxista José Antunes dos Santos, que seguia para a cidade de Jussari, morreu no local. 
Os quatro passageiros do táxi - dois homens e duas mulheres - e o motorista do carro de passeio, Franklin Medeiros dos Santos, de 49 anos, que seguia para Itabuna, foram encaminhados ao Hospital de Base em Itabuna. Ainda segundo a PRF, Franklin Medeiros perdeu o controle do veículo, que atravessou a pista, atingindo o táxi. Não há informações sobre o estado de saúde dos feridos.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Ator Sawyer Sweeten, de 'Everybody Loves Raymond', comete suicídio

O ator Sawyer Sweeten, de 19 anos, conhecido por seu papel como Geoffrey Barone, um dos gêmeos na série de televisão 'Everybody Loves Raymond', se suicidou nesta quinta-feira (23) no Texas, informou a imprensa americana. "Nesta manhã uma terrível tragédia familiar ocorreu", informou Madylin, irmã de Sawyer, em um comunicado.
"Estamos devastados por ter que informar que nosso amado irmão, filho e amigo, Sawyer Sweeten, tirou a própria vida. Estava a semanas de completar 20 anos", acrescentou a nota.
Segundo o site da revista Variety, Sweeten disparou um tiro na cabeça quando visitava sua família. Na série, do canal CBS, ele atuou junto ao seu irmão gêmeo da vida real, Sullivan, e a sua irmã Madylin por 139 episódios. "Neste momento sensível, nossa família pede privacidade e apelamos para que estejam próximos de seus entes queridos", acrescentou Madylin.

Homem é encontrado morto dentro de casa no Caminho de Areia

O vendedor Cristiano Pereira de Matos, de 42 anos, foi morto a facadas na noite desta quinta-feira (23) no bairro Caminho de Areia, em Salvador. O corpo da vítima foi encontrado por vizinhos dentro de sua casa, por volta das 20h. De acordo com a Polícia Civil, Cristiano teve 21 perfurações. Não há informações sobre a autoria do crime. O caso será investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Loja de eletrodomésticos é assaltada na Av. Sete de Setembro

Uma loja da rede Magazine Luiza foi assaltada por volta das 8h desta sexta-feira (24) na Avenida Sete de Setembro, em Salvador. De acordo com a Polícia Militar, o assalto ocorreu quando a loja estava abrindo. Três homens armados surpreenderam os funcionários. Os criminosos roubaram telefones celulares e fugiram a pé em direção à Praça da Piedade.

Terra Nova e Presidente Tancredo Neves terão novas eleições para prefeito e vice-prefeito

Os municípios de Terra Nova (a 75 km de Salvador) e Presidente Tancredo Neves (260 km da capital baiana) terão novas eleições para prefeito e vice-prefeito no dia 14 de junho. A data foi determinada pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) da Bahia nesta quinta-feira (23).

O prefeito de Terra Nova, Francisco Hélio de Souza (PMDB), e o vice-prefeito, Humberto Teixeira Sena Filho, foram eleitos em 2012, mas tiveram os mandatos cassados em setembro de 2013 por abuso de poder político e econômicos.

O prefeito de Presidente Tancredo Neves, Moacy Pereira dos Santos (PDT), e o vice Moacir de Jesus Félix (PSC), tiveram os mandatos cassados no dia 5 de fevereiro deste ano por compra de votos e abuso de poder econômico. 
Os pedidos de registro de candidatura devem ser feitos até o dia 25 de abril.

Empresário é vítima do golpe "Boa noite, Cinderela" em Salvador

Um empresário de 49 anos que mora em Salvador teve cartões de banco, computador, relógio, entre outros objetos furtados após cair no golpe do "Boa noite Cinderela" na madrugada do dia 20, em uma boate da cidade. Ele foi furtado após beber cerveja com três desconhecidos. A vítima diz que ficou desacordada 36 horas dentro do seu apartamento. 
Ao acordar, ele teria perdido R$ 6 mil da conta bancária e dos cartões créditos.
Imagens gravadas no prédio da vítima mostram os quatro entrando juntos às 4h45 e, às 6h30, os criminosos saem do local carregando sacolas. A vítima registrou queixa na 7ª Delegacia, no bairro do Rio Vermelho, que investiga o caso.

Bandidos explodem caixa eletrônico em Conceição do Jacuípe

Cinco caixas eletrônicos da CEF (Caixa Econômica Federal) foram explodidos na madrugada desta sexta-feira (24) em Conceição do Jacuípe, a 90 km de Salvador. Segundo a polícia, o crime aconteceu na praça Benjamin Costa, por volta das 2h40. Os criminosos fugiram levando todo o dinheiro dos equipamentos. O valor não foi informado e ninguém foi preso.

Site Berimbau Notícias

Itália autoriza extradição de Henrique Pizzolato, condenado no mensalão

O governo da Itália decidiu extraditar o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão a 12 anos e 7 meses de prisão por corrupção, peculato e lavagem de dinheiro. Ele fugiu para o país europeu, onde entrou com o passaporte de um irmão morto há mais de 35 anos, para evitar ser preso no Brasil, mas foi localizado pela Polícia Federal no início de fevereiro de 2014.

A decisão do governo Matteo Renzi já foi comunicada, por canais diplomáticos e da Interpol, ao governo brasileiro. Não cabe mais recurso. Após a comunicação oficial ao governo brasileiro, via chancelaria dos dois países, o Brasil terá 20 dias para transferi-lo. Uma equipe da Polícia Federal deverá ser mandada à Itália para acompanhar o petista na viagem de volta.

O processo de extradição começou com uma derrota para o governo brasileiro, já que o pedido havia sido negado na primeira instância da Justiça italiana, que alegou razões de segurança à vida de Pizzolato, colocando-o em liberdade. O governo do Brasil recorreu à Corte de Cassação, o mais alto tribunal da Itália, que acolheu as garantias oferecidas de que ele não seria submetido a tortura nem que sua vida correria risco em uma ala do complexo penitenciário da Papuda (DF), argumento usado por sua defesa para tentar evitar a extradição.

A Papuda foi um dos três presídios apresentados pelo governo brasileiro como locais para o petista cumprir a pena. Ele foi preso novamente após essa decisão, mas a palavra final, política, cabia ao ministro da Justiça, Andrea Orlando, que seguiu a decisão da Corte de Apelação.

O argumento do governo brasileiro para conseguir extraditar Pizzolato foi baseado na chamada teoria da concretude do risco - isto é, ao mesmo tempo em que o país admite que há problemas no sistema carcerário de maneira geral, convenceu que, no caso específico do condenado, ele não vai correr risco ao cumprir a pena no mesmo pavilhão da Papuda onde outros mensaleiros estiveram presos.

Condenação de Henrique Pizzolato

Crimes - Corrupção passiva, peculato (desvio de dinheiro público) e lavagem de dinheiro
Pena - 12 anos e 7 meses de prisão em regime fechado, mais uma multa de R$ 1,3 milhão
O que ele fez - Em 2003 e 2004, o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil autorizou o repasse de R$ 73,8 milhões que a instituição tinha no fundo Visanet para a DNA, agência de publicidade do empresário Marcos Valério que tinha contrato com o BB e foi usada para distribuir dinheiro a políticos. Pizzolato recebeu R$ 336 mil do esquema
O que ele disse - Pizzolato afirmou durante o julgamento que o dinheiro que recebeu era destinado ao PT e foi entregue a um emissário do partido. Ele se queixou do fato de que outros executivos do banco autorizaram repasses de recursos do Visanet e não foram processados. Ele nega que o dinheiro tenha sido desviado para o mensalão. 

Comerciante morre ao fugir de assalto em ótica em SP

O comerciante Teruhisa Katsuragi, de 69 anos, morreu baleado ao tentar fugir de um assalto em sua ótica, na noite desta quarta-feira (22), em Perus, zona oeste de São Paulo. Segundo a polícia, dois bandidos aproveitaram a entrada de um cliente no local, por volta das 20h15, para rendê-lo e invadirem a loja. 
Os criminosos mantinham os clientes e Katsuragi reféns quando ele correu em direção à rua. O comerciante foi baleado nas costas por um dos bandidos e, como não caiu, foi atingido mais três vezes. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Os ladrões fugiram levando um notebook e outros objetos da loja. Ninguém foi preso até o momento. 

Protesto de moradores bloqueia BA-512 em Camaçari

Uma manifestação de moradores bloqueou um trecho da rodovia BA-512, em Camaçari, na manhã desta sexta-feira (24). Segundo a PRE (Polícia Rodoviária Estadual), 70 pessoas participam do protesto, que começou por volta das 6h30. O grupo impediu a passagem de veículos. 

De acordo com a Concessionária Bahia Norte, os manifestantes reivindicavam dois pontos de ônibus e um contêiner de lixo na região. Por volta das 7h30, as pistas nos dois sentidos já estavam liberadas, informou a PRE.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Telhado de escola desaba e deixa alunos feridos em Itarantim

O telhado de uma sala da Escola Municipal Vasco Neto, no distrito de Ribeirão do Salto, em Itarantim (a 600 km de Salvador), desabou na manhã desta quarta-feira (22). O acidente aconteceu por volta das 9h. Alunos que estavam em uma das salas tiveram escoriações leves. Ainda não há informações sobre a quantidade de feridos, nem para onde eles foram encaminhados. A última reforma da escola foi há 19 anos.

Dois presos da Lava Jato são transferidos para o sistema penitenciário do Paraná

Presos na Operação Lava Jato, Dario de Queiroz Galvão Filho, diretor-presidente e membro do conselho de administração do Grupo Galvão, e Guilherme Esteves de Jesus, lobista, foram transferidos nesta quinta-feira (23) da carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. 
Os dois foram transferidos a pedido da PF, que afirma que há superlotação na carceragem. Agora, são nove os investigados pela Lava Jato que ainda permanecem no local.
Galvão Filho e Guilherme Esteves estão presos preventivamente desde o dia 27 de março, acusados de participar do esquema de desvio de dinheiro na Petrobras. Galvão Filho é o segundo executivo do grupo a ir para a prisão na Lava Jato. Já está preso desde novembro Erton Fonseca, diretor-presidente da Galvão Engenharia.
Quando determinou a prisão de Galvão Filho, o juiz federal Sergio Moro disse que havia "risco à ordem pública" caso o empreiteiro continuasse em liberdade porque mais crimes poderiam ser praticados e disse ser "perturbador" a revelação de que propinas continuaram a ser pagas ainda em 2014, depois da deflagração da Lava Jato.
A ordem de prisão cita ainda a detenção de Fonseca. "Seria até estranho manter a prisão preventiva de Erton Fonseca, como fez este juízo e todas as instâncias recursais até o momento, e deixar em liberdade aquele quem as provas em cognição sumária apontam como mandante", escreveu Moro.
No Complexo Médico-Penal, há outros 13 investigados na operação. No presídio, os detentos dividem cela com outros dois homens. Há uma pia e um vaso sanitário no local. O chuveiro, coletivo, é dividido com todos os presos da ala –eles têm direito a uma hora de banho de sol por dia. 

Daqui.

Robert Downey Jr. se irrita e abandona entrevista

O ator Robert Downey Jr., que estreia hoje (23) nos cinemas no papel de Homem de Ferro em ‘Vingadores: Era de Ultron’, se irritou com uma entrevista ao canal de TV britânico Channel 4. O  ator foi ficando irritado à medida que perguntas sobre o seu personagem Tony Stark deram lugar à sua intimidade. 
Em dado momento, o entrevistador relembra uma fala de Downey Jr. ao New York Times em 2008. Ele pergunta o que o ator quis dizer quando falou ao jornal, após ter sido preso: "Você não pode ir de uma suíte de US$ 2.000 por noite para uma penitenciária e entender isso completamente, e ainda sair disso como um liberal". O ator reclamou que a pergunta estava fora de contexto, e que sequer se lembrava do momento em que falou isso. 
Após o entrevistador continuar perguntando sobre o passado de Downey Jr. – famoso por se envolver em polêmicas –, ele diz: "Desculpe-me, o que estamos fazendo?". E levanta-se da cadeira e deixa o local. 
Clique aqui para ver o vídeo, em inglês.

Policiais miraram Geovane e atingiram a corporação

Malu Fontes

Dar um tiro no próprio pé chega a ser uma expressão desrespeitosa com a vítima quando se trata de metaforizar a ação dos policiais da Rondesp que sequestraram o jovem Geovane Mascarenhas, 22 anos, levaram-no no porta-malas de uma viatura para uma das dependências da própria Rondesp, no bairro do Lobato, e lá o torturaram e mataram com todos os requintes de crueldade, culminando com a decapitação. Embora nada justifique tamanha violência, é preciso lembrar que o rapaz foi abordado e sequestrado sem que nenhuma razão houvesse, sequer, para que fosse preso.
Como se fosse pouco, os policiais acusados roubaram a moto e o celular da vítima e, além de decapitar e incendiar o cadáver longe do local da execução, arrancaram do corpo as áreas tatuadas da pele, para dificultar um possível reconhecimento. Antes, desativaram os serviços de geolocalização da viatura, mecanismo obrigatório justamente para servir como dispositivo de controle e evitar esse tipo de irregularidade por parte de policiais utilizando veículos da corporação.
Os 11  envolvidos no caso podem ser ases da violência, nada vai trazer Geovane de volta   à vida, mas ainda resta apostar na burrice de agentes do estado que agem assim acreditando que podem driblar tecnologia. Graças a imagens de câmeras do circuito de segurança da rua onde a vítima foi abordada, associadas ao fato de dados do GPS da viatura, mesmo desativado, serem armazenados em um local seguro e distante, foi possível reconstruir todo o trajeto e dar um desfecho ao caso.
Além de produzir um episódio dos mais bárbaros da crônica policial baiana recente, os policiais envolvidos no caso deram um tiro não apenas no pé da Polícia, como instituição, mas na cabeça inteira da própria corporação, a Polícia Militar. Num coletivo de milhares de homens e numa sociedade marcada por índices de violência inaceitáveis, onde dia sim e outro também bandidos cometem atrocidades, periga a sociedade começar a não ver nada demais na atitude de funcionários públicos dementes de perversão capazes de arrancar a cabeça e a pele de um rapaz simplesmente porque sentiram vontade. Se soubessem se expressar, os 11 homens, agora sem nenhum segredo, certamente repetiriam Jânio Quadros com e como cinismo e farsa: fi-lo porque qui-lo.
Povo fardado
Como no poema Mãos Dadas, de Carlos Drummond de Andrade, ‘não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas”. O tempo presente é feito de muitas estranhezas, mas não a ponto de ver e aceitar como normal a sociedade aplaudindo policiais que defendem ou praticam logísticas de bandidos. O Geovane de ontem pode ser um amigo ou um familiar seu no futuro e é bom não duvidar. Tem sido comum nas redes de troca de mensagens a circulação de vídeos em que bandidos matam e mutilam com crueldade indescritível alguns rivais. Mais inquietante que essas imagens em si e sua brutalidade é o teor e a intenção do  endereçamento. Quem envia sempre quer dizer, mesmo que o faça de modo oblíquo: ‘veja como os bandidos fazem. Você quer que a polícia faça diferente?’ Sim, a Polícia não pode adotar como sua a lógica, a prática e o comportamento do bandido.
Infelizmente, a sociedade está tão doente que há quem ingresse na Polícia justamente para ter licença para agir como os matadores de Geovane. Assim como também há, do lado de cá, hordas sociais urrando em louvor a estes. Fala-se em despreparo, em falta de treinamento dos policiais, mas em toda a família que se diz de bem há, hoje, alguém os instigando e pedindo sangue nas ruas. Como ouvi de uma voz sensata recentemente, ‘a polícia é o povo fardado’. Texto publicado originalmente em 23 de abril de 2015, no jornal Correio da Bahia, página 02.

Malu Fontes é jornalista e professora de jornalismo da Ufba. 

Bandidos roubam R$ 6,7 milhões de transportadora em SP

Um grupo de 15 homens roubou R$ 6,7 milhões de uma transportadora de valores na rua Forte Cananeia, em São Mateus, zona leste de São Paulo, na noite desta quarta-feira (22). A Polícia Militar informou que os criminosos chegaram ao local por volta das 19h30 e anunciaram o assalto. Até o momento, ninguém foi preso.
Segundo o "Bom Dia São Paulo", os criminosos chegaram em três carros e invadiram o local. Um dos veículos era idêntico ao usado por funcionários da empresa, inclusive, com adesivos semelhantes.
Durante a fuga, os criminosos queimaram um carro dentro da transportadora e, do lado de fora, atravessaram e queimaram um caminhão para impedir a aproximação dos policiais.
Os assaltantes ainda trocaram tiros com os seguranças. Um carro que estava em frente à empresa ficou marcado por tiros. O Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar o fogo.
De acordo com a polícia, nos cofres da empresa havia cerca de R$ 13 milhões. A polícia não descarta a hipótese de que algum funcionário ou ex-funcionário tenha colaborado com os criminosos. A polícia também irá pedir imagens das câmeras de segurança para verificar como os criminosos entraram na empresa.
Durante a madrugada, funcionários e vigias prestaram depoimentos no Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), responsável pela investigação. 

'Idoniedade' ou 'idoneidade'?

Pasquale Cipro Neto

Diga lá, caro leitor: você age com "espontaneidade" ou com "espontaniedade"? E o que se exige para o exercício de alguns ofícios (o de político, por exemplo): atestado de "idoneidade" ou de "idoniedade"? Ontem, durante o trajeto de casa para o jornal, ouvi pelo rádio do carro um figurão nacional dizer que sempre age com "espontaniedade".
Está aí um dos tantos casos de palavras traiçoeiras, que volta e meia usamos ou ouvimos numa forma inadequada, "parecida" com a correta, mas incorreta. Age-se com "espontaneidade" (nome da qualidade ou do caráter de espontâneo).
Como ensinam os bons fundamentos dos estudos linguísticos sérios, em geral o falante não "inventa" formas (palavras, construções) a partir do nada, o que significa que teoricamente (quase) sempre há alguma explicação para a "invenção".
No caso de "espontaniedade", a razão do equívoco pode estar no fato de que talvez usemos mais adjetivos terminados em "-io", que dão origem a substantivos terminados em "-iedade", do que os terminados em "-eo", que dão origem a substantivos terminados em "-eidade". Outra razão pode estar na questão fonética, já que em boa parte do país o "e" da terminação "-eo" de "idôneo" ou "simultâneo", por exemplo, tende a ser pronunciado como "i", o que pode levar o falante a "igualar" a terminação dos substantivos.
Os adjetivos terminados em "-io" talvez nos venham à mente mais rapidamente do que os que terminam em "-eo": "sério", "transitório", "obrigatório", "sóbrio", "impróprio"... Dessa turma, fazemos, respectivamente, "seriedade", "transitoriedade", "obrigatoriedade", "sobriedade", "impropriedade"...
E os adjetivos terminados em "-eo"? Vejamos alguns: "idôneo", "heterogêneo", "homogêneo", "espontâneo", "simultâneo", "contemporâneo". Como ficam os substantivos abstratos derivados dessa turma? Tome cuidado: eles terminam em "-eo" e não em "-io", portanto nada de "iedade"; o que temos agora é a terminação "-eidade": "idoneidade", "heterogeneidade", "homogeneidade", "espontaneidade", "simultaneidade", "contemporaneidade".
Leia novamente a listinha acima. Atire a primeira pedra aquele que nunca trocou a terminação "-eidade" dessas palavras por "-iedade". Os corretores ortográficos mais recentes não nos deixam perceber o erro. Uma forma errada como "idoniedade", por exemplo, é automaticamente trocada pela correta ("idoneidade"). Nesse caso, o corretor lembra a TV naquela genial canção dos Titãs ("A televisão me deixou muito burro, muito burro demais...").
É sempre melhor saber o que se faz, o que exige conhecimento, que é muito diferente da automação.
Aproveito para lembrar que é preciso tomar cuidado com palavras como "japonesinho", "princesinha" ou "pretensioso", entre tantas outras. No caso das duas primeiras, o piloto automático nos faz escrevê-las com "z", já que o diminutivo... O fato é que as duas derivam, respectivamente, de "japonês" e "princesa", em que há "s" na última sílaba. Esse "s" fica nos termos derivados.
No caso de "pretensioso", o piloto automático nos faz morrer de vontade de tascar um "c". "Ganancioso", "malicioso", "tendencioso", entre tantas outras, são grafadas com "c". Essas três palavras derivam, respectivamente, de "ganância", "malícia" e "tendência", que se escrevem com "c", enquanto "pretensioso" deriva de "pretensão"...
Como dizia um velho e conhecido telejornalista, a ortografia não tem a menor importância, mas pode arruinar reputações... É isso. 

Texto publicado originalmente em 23 de abril de 2015, no jornal Folha de São Paulo.

Pai e filho são mortos a facads após discussão com vizinho em Mairi, interior da Bahia

Pai e filho foram mortos a facadas na madrugada desta quinta-feira (23) em Mairi, a 290 km de Salvador. O crime aconteceu dentro da casa de uma das vítimas, segundo a polícia. 
João Ferreira da Silva, de 74 anos, e seu filho Valmir do Nascimento, 43, foram mortos após discutirem com o vizinho Waldir Nepomuceno da Silva, de 53 anos, conhecido como Cigano, dentro de um bar da cidade. 
A Polícia Civil trabalha com a possibilidade de os fatos estarem relacionados. De acordo com testemunhas, Waldir invadiu a casa de Valmir e esfaqueou a vítima no pescoço. Ao ouvir o grito dos netos, João Ferreira tentou defender o filho, mas também foi esfaqueado. Eles morreram no local. 
Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal) de Jacobina. O assassino fugiu a pé, informou a polícia.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Chuva forte deixa Salvador alagada

Desde a madrugada desta quinta-feira (09), uma forte chuva deixa bairros de Salvador alagados e prejudica o trânsito em vários pontos da capital baiana.


Av. Ademar de Barros, Ondina - Metrópole

Garagem do Shopping da Bahia - Metrópole

Caminho das Árvores - Metrópole

Estacionamento do Shopping da Bahia - Metrópole

Av. Garibaldi - Ana Neves
Elevadores da Unifacs campus Paralela - Milena Marques




segunda-feira, 23 de março de 2015

"É uma caça às bruxas", diz Fernanda Montenegro sobre boicote a 'Babilônia'

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Ladrões explodem caixa eletrônico em Elísio Medrado

Quatro homens armados com fuzis e pistolas explodiram um caixa eletrônico do Bradesco na cidade de Elísio Medrado (a 223 km de Salvador), na madrugada desta quarta-feira (17). 
De acordo com a Polícia Civil, parte da estrutura da agência foi destruída. A quantia roubada não foi divulgada. Ainda segundo a polícia, em fevereiro deste ano a agência foi alvo de bandidos.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Árvore cai e destrói dois carros na Avenida Centenário

Uma árvore caiu por volta das 9h30 desta segunda-feira (08) e atingiu um Toyota Corolla (NYS 9020) e um Ford Fiesta (JPM 8891) que estavam em movimento na Avenida Centenário, em Salvador. Uma idosa de 85 anos que estava no Corolla ficou ferida, mas passa bem. 

Foto de Edilson Lima

O acidente aconteceu próximo à entrada do Calabar, na altura do Shopping Barra, e bloqueou o trânsito nos dois sentidos da avenida. 

"Os fiscais da Prefeitura sabiam que essa árvore estava podre e já esperavam ela cair", disse a fisioterapeuta Larissa Carvalho, de 46 anos, moradora do Calabar. Segundo a Transalvador (Superintendência de Trânsito e Transportes de Salvador), os veículos tiveram perda total.

Quadrilha explode caixa do Bradesco em Bom Jesus da Serra (BA)

Ao menos quatro homens armados com revólveres e fuzis explodiram um caixa eletrônico do Bradesco em Bom Jesus da Serra (a 395 km de Salvador), na madrugada desta segunda-feira (08).
De acordo com a Polícia Militar, por volta das 2h30 moradores da cidade ouviram o barulho da explosão e disseram que viram quatro homens entrando em um carro vermelho logo após a explosão. Os ladrões não conseguiram levar o dinheiro do caixa, que ficou destruído.

Dentista é morto a tiros em Ibicaraí (BA)

O dentista Cleidson Dias Cardoso, de 31 anos, chegava em casa por volta de 1h30 desta segunda-feira (08), quando foi morto a tiros na porta da garagem, em Ibicaraí (a 470 km de Salvador). Cerca de 30 minutos antes, Cleidson estava em uma festa na cidade vizinha de Santa Cruz da Vitória, a 30 km de Ibicaraí. 
Testemunhas disseram à polícia que um homem desceu de um carro preto, abordou o dentista na porta da garagem, disparou quatro vezes e fugiu. A vítima foi atingida no abdômen e na mão esquerda. 
Segundo a Polícia Militar, um desentendimento entre o dentista e um homem que estava na festa foi o estopim. O nome do suspeito ainda não foi divulgado. O corpo de Cleidson será sepultado amanhã (09) às 11h, no Cemitério Municipal de Ibicaraí.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Adolescente de 16 anos é esfaqueada pelo ex-namorado na Boca do Rio

Uma adolescente de 16 anos foi esfaqueada pelo ex-namorado, que não teve o nome divulgado, em sua casa na Boca do Rio, em Salvador. O crime aconteceu por volta das 19h, na rua Orlando Moscoso. Segundo informações da 9ª Delegacia (Boca do Rio), a vítima foi atingida no braço e nas costas durante uma discussão com o criminoso. Ela foi socorrida no Hospital Roberto Santos, onde continua internada. O criminoso está foragido, segundo a polícia.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Em dia de fúria, professor destrói produtos em loja em SP

Revoltado com a demora no ressarcimento de uma compra que nunca foi entregue, o professor Rodrigo Ciríaco, de 32 anos, entrou em uma loja da Dicico, em São Paulo, e destruiu diversos produtos do mostruário com um martelo. Ele postou um vídeo no Youtube, que já teve mais de 80 mil visualizações, falando sobre seu "dia de fúria" e contando o que aconteceu. 
Na gravação, Rodrigo aparece em frente à loja explicando que os produtos que comprou não foram entregues e por isso ele pediu o ressarcimento, que também não foi feito, obrigando-o a fazer a mesma compra em outra loja e atrasando o andamento da obra. 
"Essa é a quarta vez que venho aqui. Eu juro que não queria fazer o que vou fazer." Em seguida ele entra na loja e quebra diversos produtos. "Eu comprei uma cuba dessa, como não me entregaram...", diz Rodrigo, antes de marretar uma cuba de pia no mostruário
Segundo ele, o problema não foi um simples atraso. "Primeiro a loja disse que havia o produto no estoque, mas não entregou no prazo. Depois prometeram fazer a entrega em três datas diferentes, nenhuma foi cumprida. Deram várias desculpas, como de que o carro da loja havia quebrado. Aí finalmente disseram que não tinham o produto em estoque."
Rodrigo diz que comprou os produtos em outra loja e pediu o reembolso, que foi prometido para o mesmo dia. "Depois eles disseram que só iam me ressarcir em 20 dias. Tenho 50 minutos de conversa gravada com as mentiras que eles contaram".
Pai de uma criança, formado em História pela USP, escritor e professor da rede pública, Rodrigo afirma que é uma pessoa pacífica, mas não aguentou o desrespeito. "Eles me levaram ao limite. Tive muito prejuízo", diz ele, que precisa pagar aluguel enquanto as obras da sua casa, em financiamento, não ficam prontas.
"Eu vi diversas reclamações parecidas contra a loja na internet e isso me deixou ainda mais bravo. Não acho que o que eu fiz está certo, e se tiver que responder na Justiça, vou responder. Mas não me arrependo, porque a loja também tem que responder - e está respondendo, com o prejuízo à imagem."
O professor diz que em nenhum momento quis incitar a violência com o vídeo e que só levou a câmera por uma questão de segurança. "Eu deixei claro que não queria machucar ninguém, queria danificar só o que eles não entregaram, mas alguém podia reagir. A câmera foi pra eu poder me resguardar fisicamente." 
Segundo ele, o vídeo só foi postado na internet para mostrar o tratamento que a loja dá aos clientes. A Dicico disse que vai pedir a retirada do vídeo do Youtube e afirmou, em nota, que tinha se comprometido com o reembolso.

Motorista de ônibus é encontrado morto dentro de carro em Águas Claras

O motorista de ônibus Alex de Jesus Souza, de 35 anos, foi encontrado morto dentro de seu carro, um Astra, em Águas Claras (região metropolitana de Salvador), por volta das 15h desta terça-feira (02). 
De acordo com a Polícia Militar, a vítima levou sete tiros - três na costas, dois nos braços e dois no abdômen. Ainda segundo a PM, o veículo estava parado com o motor desligado na rua irmã Dulce. Não havia marcas de balas no veículo e o corpo estava no banco do motorista. 
Testemunhas disseram à polícia que na véspera do crime houve uma briga entre Alex e um vizinho, que não teve o nome divulgado. O caso será investigado pela delegada Iola Nolasco, do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Dez homens armados roubam joalheria no shopping Morumbi, em SP

Dez homens armados roubaram no início da noite desta terça-feira (02) a joalheria Sayegh, no shopping Morumbi, zona sul de São Paulo. Pouco antes das 19h, o bando entrou na loja, rendeu os funcionários e levou joias que estavam no mostruário. Um dos ladrões disparou um tiro, mas ninguém foi atingido, segundo a Polícia Militar.
Ainda segundo a PM, um dos seis veículos usados pelos criminosos na fuga foi abandonado na marginal Pinheiros com parte das joias roubadas. A PM suspeita que esse carro, um Peugeot 407 preto, foi deixado propositalmente para desviar o foco dos policiais, que buscavam o bando na região do shopping.
Um fato que chamou a atenção da PM é que os bandidos usaram dois táxis para fugir. A polícia não sabe se os donos dos táxis eram reféns dos criminosos ou colaboraram com a fuga dos ladrões. Os outros veículos, uma Tucson preta e duas motocicletas, foram vistos perto da favela de Paraisópolis pouco após o assalto. 
Neste ano, ao menos outras três joalherias em shoppings paulistanos foram roubadas. Os crimes aconteceram nos dias 12 de fevereiro, no Ibirapuera; no dia 3 de março, no Boavista, e no dia 28 de março, no Santa Cruz. Texto publicado originalmente em 02 de julho de 2013, no jornal Folha de São Paulo, caderno Cotidiano.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Protesto em Teresina termina com ataque à Câmara e PMs feridos

Yala Sena 

Ao menos 20 pessoas foram presas na noite desta segunda-feira (24) durante confronto com a Polícia Militar em Teresina (PI). No terceiro dia de protestos na capital piauiense houve confrontos com um grupo de manifestantes em frente à Câmara Municipal. 

Foto de Yala Sena

Dois policiais militares ficaram feridos. Um deles levou uma pedrada no nariz. A Polícia usou gás lacrimogêneo e bomba de efeito moral para dispersar os manifestantes. Um grupo de 150 pessoas participou do apedrejamento da Câmara e do enfrentamento com a polícia. 
Os protestos pedem a redução da passagem de ônibus de R$ 2,10 para R$ 1,75 e que o prefeito Firmino Filho (PSDB) adote o passe livre para estudantes e trabalhadores desempre-gados. 

No início da tarde, cerca de mil pessoas ocuparam as ruas da cidade em passeata pacífica. Por volta das 19h, um grupo se dispersou e rachou com o movimento, devido à presença de líderes do PSTU e do PSOL. O coronel Alberto Menezes, comandante de policiamento de Teresina, informou que quatro pessoas foram presas com coquetel molotov e jogando pedras em policiais nas imediações da Câmara Municipal. 
O mesmo grupo interditou a avenida Frei Serafim, principal corredor de veículos da capital. "É um grupo que não se junta com os outros manifestantes e provocam vandalismos. Na última sexta-feira, eles apedrejaram o Palácio de Karnak [sede do poder estadual no Piauí]", disse coronel Alberto. 
Os presos irão responder por depredação ao patrimônio público e lesão corporal. A Câmara Municipal de Teresina teve vidros quebrados e dois carros da polícia apedrejadas. Canos também foram destruídos. O subtenente do 1º Batalhão da PM, Raimundo Pereira, foi ferido com uma pedrada no nariz.
A estudante de direito, Lorena Varão, 23, condenou a repressão da polícia e disse que o movimento não deve ser criminalizado. "Tentamos fazer um ato unificado, mas não houve acordo. Mesmo assim, estamos dando apoio jurídico aos presos", disse.
Texto publicado originalmente em 24 de junho de 2013, no jornal Folha de São Paulo, caderno Cotidiano.